Inovação e Tendências, Relacionamento

A sua loja vai fechar?

A sua loja vai fechar?

Conhecer e ouvir melhor seu consumidor pode ser um dos segredos para a sobrevivência.

Como professor e consultor, tenho uma rotina apertada de leitura, que me mantém informado sobre o que acontece no mundo, mas principalmente, sobre o que pode vir a acontecer.

Numa dessas leituras, me deparei com uma matéria falando sobre o fechamento, nos Estados Unidos, de lojas especializadas em piano. A matéria, do Huffington Post, trazia outra informação ao menos curiosa: o melhor ano de vendas de piano nos Estados Unidos foi 1909, com mais de 360 mil unidades vendidas, contra algo próximo de 30 mil na virada da década. Sempre foi decrescente, ano a ano!

Em janeiro, foi fechada a última loja deste tipo, na região de Iowa / Illinois, depois de 30 anos de atividade. É um reflexo da inclusão da tecnologia no nosso dia a dia, da intensa relação da nova geração com artefatos digitais e, claro, da comodidade que a tecnologia permite: praticar com fone, a qualquer horário, com diversos timbres, etc... Nada que substitua a beleza e a pureza do acústico, mas o mesmo acontece com as baterias, sem chegar ao fechamento das lojas, mas testemunhando o crescimento das vendas dos instrumentos eletrônicos, frente às baterias acústicas.

Esses movimentos não acontecem do dia para a noite! Foi gradativo e poderia ter sido identificado e utilizado para ajuste de rota.

Veja por exemplo os novos negócios que surgem. Cada nova empresa busca formas inovadoras de se relacionar com os clientes, de ouvi-los com atenção.

Isso os coloca em tempo real com a mudança. Conseguem identificar tendências, desvios, novos padrões, enfim, tudo que possa ajudar na gestão e na perpetuação do negócio e da relação com o cliente, não necessariamente nesta ordem. Faz todo sentido! Mas é bem aí que desanda. Muitas empresas acabam usando a internet de forma unilateral, sem ouvir a rica contribuição do consumidor, sua opinião, suas críticas e sugestões.

Conhecer o ambiente e suas características faz muita diferença. Uma rápida olhada no mundo nos ajuda a perceber melhor as mudanças, ou pelo menos, nos mostra para onde devemos olhar. Um dos caminhos é quantitativo: periodicamente a 100 People Foundation faz um levantamento estatístico do planeta e o reduz a um universo de 100 pessoas! Isso mesmo! Como se o mundo todo fosse uma pequena vila! Neste contexto, por exemplo, nós latinos equivaleríamos a 9 pessoas! Mas somente 5 falariam espanhol e 3 falariam português! 25 não teriam telefone celular e somente 30 teriam acesso a internet!

A resposta de como vender para esta aldeia de 100 pessoas é praticamente a mesma de como vender para os clientes da sua cidade e como manter a sua loja viva: conheça e ouça o consumidor e o ambiente onde ele habita. Caso contrário sua loja será mais uma “loja de piano” a fechar... Fique atento!

 









Receba mais conteúdo de Alessandro Saade em seu e-mail!

Topo

Hey! Não perca nossas novidades!

Se inscreva abaixo e receba os melhores conteúdos gratuitos para seu desenvolvimento, promoções, eventos online e muito mais!