Comprometimento e responsabilidade no trabalho

Nas empresas brasileiras é comum encontrar indivíduos que insistem em levar o pensamento “tô nem aí” para o trabalho.

Nas empresas brasileiras é comum encontrar indivíduos que insistem em levar o pensamento “tô nem aí” para o trabalho. “Tô nem aí com a qualidade do serviço prestado, tô nem aí com o uniforme da empresa, tô nem aí com a organização de meu espaço de trabalho, tô nem aí para a satisfação do cliente” e etc. Isso revela a falta de comprometimento e a ausência do senso de responsabilidade naquilo que fazem.

Certa vez, durante uma palestra para mais de 250 servidores públicos, pedi que todos refletissem sobre o comprometimento no trabalho, e que dessem uma nota de 0 a 10 para avaliarem sua dedicação pessoal. O exercício era individual e ninguém precisaria se expor. Porém, um participante ficou de pé e pediu a palavra. Fui até ele e entreguei o microfone. Ele disse diante de todos os colegas que ali estavam: “Sr. Cersi, eu não sou comprometido no trabalho. A nota máxima que eu atribuo para meu comprometimento é 4”. E ele continuou: “há muito tempo esperamos um espaço de trabalho melhor, um salário melhor, por esse motivo não sou comprometido no trabalho”.

Em seguida, agradeci a participação dele, retornei ao palco e alertei a todos que, não devemos ficar esperando que as condições externas se tornem favoráveis para agirmos com qualidade.

- Como fica a sua consciência ao colocar a cabeça no travesseiro antes de dormir, pensando “tô nem aí”?

- Quais valores nós estamos ensinando para nossos filhos, se diante dos limites que temos, ao invés de enfrentarmos de forma inteligente, ficamos esperando o mundo mudar para depois nos dedicarmos?

Enfatizei que comprometimento é uma questão de responsabilidade, ou seja, ser responsável significa ser aquele que responde por algo, é estar consciente de seu papel e de suas obrigações, independente do cargo, tarefa ou empresa.

 


Obviamente que as empresas precisam proporcionar um ambiente agradável para o trabalho, possibilitando condições para que as pessoas se sintam bem no que fazem. Os líderes também devem ser participativos, empáticos, dar apoio sempre que necessário, treinar e ser suporte para as equipes. Nenhuma melhoria ocorre nas empresas se não houver uma mudança positiva nas atitudes dos líderes. Quem está na liderança precisa se sentir responsável pelo sucesso de seus colaboradores.

Se você fez a escolha de trabalhar na profissão que está hoje, então seja um profissional responsável, foque na qualidade do que faz e não fique pensando “se o outro não faz, eu não vou fazer”, ou “o dia que melhorar isso, ou aquilo, aí sim começarei a me dedicar”. Os profissionais de sucesso sempre dão a melhor resposta diante das piores adversidades, assim como um jogador de futebol que, para ser convocado à seleção brasileira ele não deve esperar a convocação cair do céu, mas deve mostrar seu talento, na prática, fazendo o seu melhor a cada dia.

Portanto, se o seu objetivo é se destacar profissionalmente, tenha como marca forte o comprometimento, reconheça a importância de seu papel e nunca esqueça que o maior responsável pelo seu sucesso profissional é você mesmo.

 

Cersi Machado

cersi@cersimachado.com

 

 

Receba mais conteúdo de Cersi Machado em seu e-mail!

Topo

Hey! Não perca nossas novidades!

Se inscreva abaixo e receba os melhores conteúdos gratuitos para seu desenvolvimento, promoções, eventos online e muito mais!