Mudança

O Brasil e a crise moral

O Brasil e a crise moral

Vivemos no Brasil uma crise moral muito grande e não é só com os políticos não, mas é aqui na nossa casa com as mentiras, no nosso trabalho, nas empresas, no nosso bairro, na nossa cidade, afinal, ninguém está vendo.

“Uma pessoa honesta faz o que é correto quando ninguém está vendo. O desonesto, só quando estão vendo”.

Há uma pequena história que exemplifica minha frase e que conta uma experiência vivida entre um pai e um filho de 8 anos. A temporada de pesca numa pequena cidade do interior da Europa abriria à meia noite. O pai e seu filho chegaram nesta cidade à tardinha para iniciarem a pescaria no outro dia pela manhã quando já havia sido liberada a temporada para pescar. Porém resolveram irem até o lago para pegarem os peixes pequenos que estavam liberados, pois estes serviriam como isca para o dia seguinte. Eram 22 horas (faltava 2 horas para a meia noite – a abertura da temporada) e eles já estavam para irem embora quando o garoto fisgou um peixe enorme que só poderia ser pescado a partir da meia noite. O menino olhou para o seu pai e disse: e agora pai, o que vamos fazer? Já é quase meia noite e não tem ninguém aqui nos vendo pai? Filho: o que você acha que veria fazer? O menino triste tentou argumentar com o pai que não iria fazer muita diferença, já que dali duas horas estava liberada a pesca desse peixe. Mas o Pai lhe mostrou que eles deveriam fazer a coisa certa. Imagine filho, se todos no planeta pensassem assim? Todos iriam desobedecer às leis, afinal é uma coisinha pequena. E assim devolveram o peixe ao lago. Amanhã pegaremos outro maior brincou seu pai. O menino ficou triste e chateado por um bom tempo e só mais tarde foi entender a grande lição da sua vida. Hoje, adulto, ele leva seu filho a pescar no mesmo lago e sempre lembra e repete para essa grande lição que aprendeu com seu pai já falecido.

Jesus disse certa vez que QUEM NÃO É FIEL NAS PEQUENAS COISAS, NUNCA SERÁ NAS GRANDES.

Vivemos no Brasil uma crise moral muito grande e não é só com os políticos não, não é só na Petrobras, não é só em Brasília, mas é aqui na nossa casa com as mentiras, no nosso trabalho, nas empresas, no nosso bairro, na nossa cidade, afinal, ninguém está vendo.

Parece que fomos aprendendo a pescar antes da hora, a burlar as leis, sonegar impostos, enganar os clientes, fazer um gato, uma ligação clandestina, a estacionar o carro onde não devemos, afinal, ninguém está vendo. A tirar vantagens de tudo e cada um pensando em si mesmo, no seu bem estar. Imagine fraudar o leite que as pessoas irão dar para as crianças? Quem se acostuma a tirar alguma coisa que não lhe pertence, mesmo que seja pequena, se um dia se candidatar a um cargo político e for eleito, seguirá fazendo a mesma coisa que fazia antes. Quem tem que mudar? Todos nós a começar pela nossa atitude nas nossas famílias.

A Família é a primeira grande escola da vida. O que os pais fazem fala muito mais alto que os filhos não escutam o que os pais dizem e ensinam. Temos que dar o exemplo. Mudar nossa atitude frente a tudo. Ser mais solidários, pensar mais nos outros, na cidade, no país e como nos ensinou Ghandi SERMOS A MUDANÇA QUE GOSTARÍAMOS DE VER NO PAÍS.

Receba mais conteúdo de Adroaldo Lamaison em seu e-mail!

Topo

Hey! Não perca nossas novidades!

Se inscreva abaixo e receba os melhores conteúdos gratuitos para seu desenvolvimento, promoções, eventos online e muito mais!